Torneiros: a banheira de água quente!


 

Cá vai a descrição do caminho para Torneiros.

A dificuldade, em relação ao caminho, é zero uma vez que o carro vai até à piscina.

 

         
...  

...

 

...

 

Depois de passar as Caldas do Gerês, siga a estrada estonteante que parte de junto da G.N.R. e leva à fronteira da Portela do Homem. Não se esqueça de parar para apreciar a beleza do vale do rio Gerês, nas curvas depois de passar a vila e o parque das merendas, onde o lado esquerdo da estrada se transforma em precipício ficando vários mecos vermelhos e brancos entre ele e o seu carro… Não se assuste. Aprecie. Há uma altura em que, numa curva pronunciada à direita, pode parar o carro do lado esquerdo, apreciar uma bonita cascata e, até, tomar um banho retemperador no rio. Logo acima pode parar no café do Grilo e saborear uma sande de presunto.

 


 
 
...  

...

 

...

 

Bom, depois deste ganhar de forças resultante do roncar do estômago, siga caminho. Vai encontrar, à esquerda, a estrada que o levará ao caminho já descrito no capítulo Estrada do Sarilhão. Chegará depois à cabana onde, no verão, estão uns simpáticos rapazes que o impedirão de parar até à fronteira. Respeite. Se for no inverno, pode passar e parar à vontade.

 


 
 
...  

...

 

...

 

Cerca de 3 Km encontrará a ponte sobre o Rio Homem, já referida no Minas dos Carris e nascente do Rio Homem. Se puder pare e, depois de tirar as fotografias da praxe à cascata, do lado direito, aprecie a magnitude do enquadramento. Lindo.

 


 
 
...  

...

 

...

 

Siga até à fronteira. Pare, de novo, e tome um café ou outra sande de presunto no café, mesmo dentro do edifício da Guarda Fiscal.

Repare no caminho, em terra, que segue onde estão os Marcos Miliários. Vai dar à casa do Guarda.

 


 
 
...  

...

 

...

 

Depois do descanso, siga caminho. Passe a fronteira à vontade. Os últimos guardas há muito tempo que foram embora.

Está na Serra do Xurez. Está na Galiza.

 


 
 
...  

...

 

...

 

Siga a estrada. Sensivelmente 3 Km aparece, do lado esquerdo, antes de uma ponte e depois de uma curva fechada à esquerda, um recanto com marcos miliários. Pare e aprecie um pedaço da Estrada Romana.

 


 
 
...  

...

 

...

 

Depois de percorrer mais uns 3 Km, chega à placa de Torneiros que é a primeira povoação Galega. Quando chegar à ponte, contorne à direita. Ande mais uns 100 m e chega à piscina de água quente.

 


 
 
...  

...

 

...

 


 
 
...  

...

 

...

 


 
 
...  

...

 

...

 

Tome banho à vontade respeitando o ambiente muito bem cuidado da estrutura. Não utilize sabonetes ou champô de banho.

Trata-se de uma nascente de água quente natural misturada com água do rio para poder ser utilizada.

 


 
 
...  

...

 

...

 

Faça o percurso de volta pelo mesmo sítio ou aventure-se... descubra novos caminhos e depois diga-nos.